segunda-feira, 23 maio / 2022
HomeCasa Verde e AmarelaPassos para conseguir o financiamento pelo Casa Verde e Amarela

Passos para conseguir o financiamento pelo Casa Verde e Amarela

PUBLICIDADE

Lançado oficialmente em 2021, o Casa Verde e Amarela facilita o financiamento de moradias para muitas famílias brasileiras. Mas dúvidas ainda existem sobre quais os passos necessários para aderir ao programa.

Trazemos aqui esclarecimentos sobre o que você precisa para poder contratar esse programa habitacional do governo federal e também explicamos como ele funciona.

O que é o Casa Verde e Amarela?

PUBLICIDADE

Criado em 2020 para entrar como substituto do Minha Casa, Minha Vida, o Casa Verde e Amarela (CVA) foi lançado oficialmente em 2021 e trouxe entre as novidades a redução nas taxas de juros, aproveitando o FGTS para conceder mais benefícios, e também o aumento no teto para o financiamento.

Famílias com renda mensal de até R$ 7 mil podem aderir ao programa de habitação popular. Mas o mesmo classifica as famílias segundo a renda, com isso concedendo taxas diferenciadas, por exemplo:

Grupo 1: aqui estão as famílias que têm renda mensal bruta que de até R$ 2 mil;

Grupo 2: famílias que têm renda mensal bruta de R$ 2 mil até R$ 4 mil;

Grupo 3: famílias com renda mensal bruta de R$ 4 mil até R$ 7 mil.

Apesar do programa conceder acesso facilitado a financiamento imobiliário para quem recebe até R$ 7 mil por mês, o foco é mais nas famílias de baixa renda, sendo que para elas há juros ainda menores. Os do grupo 3 também se beneficiam com uma redução de juros.

Também, o novo programa de habitação popular tem o objetivo de regularizar os conjuntos habitacionais, proporcionando mais qualidade e concedendo condições dignas para os moradores.

O Casa Verde e Amarela tem uma meta de até 2024 ter atendido mais de 1,6 milhão de famílias.

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Regional, a cada ano o financiamento para o programa terá aumento. Em 2021, ele foi de R$ 56,2 bilhões, para 2022 a previsão é de que seja de R$ 61 bilhões, já em 2023 espera-se algo em torno de R$ 64 bilhões e de R$ 67 bilhões para 2024.

Saiba quem pode contratar o financiamento

Como dito, famílias com renda mensal de até R$ 7 mil podem contratar o benefício.

Dentre os requisitos para poder participar está que o beneficiário precisa ter ao menos 18 anos completos e que não tenha financiado outro imóvel em seu nome. Ele também não pode possuir outro imóvel em seu nome.

Sobre as condições relacionadas ao pagamento, como citado, isso será de acordo com a faixa de renda qual o indivíduo será classificado (grupo 1, 2 ou 3).

E é possível financiar um imóvel e pagar em até 30 anos (360 meses).

Aqueles que recolheram o FGTS por pelo menos 3 anos podem fazer a contratação na modalidade de cotista do FGTS, usando o saldo para abater parte do financiamento (ou como entrada).

Há também outra novidade que ajudará quem quer realizar o sonho da casa própria que é o programa de parcerias. Esse ajuda aqueles que não podem arcar com o valor de entrada, que costuma ser de cerca de 20% do valor do imóvel. Nisso, estados e municípios ajudariam com esse valor.

PUBLICIDADE

Sobre as taxas de juros do programa

Com o Casa Verde e Amarela, os beneficiários terão acesso a taxa de juros reduzidas. E essas taxas foram implementadas com o objetivo de atender as regras definidas segundo as faixas de renda. Na prática, ficará assim:

– Faixa 1 ou Grupo 1: juros de 5% a 5,25% ou juros de 4,5% a 4,75% no caso dos cotistas do FGTS. Nas regiões Norte e Nordeste as taxas de juros praticadas são de 4,75% e 5% ou de 4,25% a 4,5% no caso de cotistas;

– Faixa 2: nessa os juros são de 5,5% a 7% ou juros de 5% a 6,5% no caso do beneficiários ser cotista do FGTS. As taxas para Norte e Nordeste são de 5,25% a 7% ou mesmo de 4,75% a 6,5% no caso dos cotistas;

– Faixa 3: por fim, há também taxas de juros de 8,16% ou de 7,66% para cotistas do FGTS (essas são válidas para todo Brasil).

Teto definido para o financiamento

Existe um teto para o valor dos imóveis que são financiados pelo programa Casa Verde Amarela. Mas esse teto teve alteração com as mudanças que foram anunciadas, subindo em 15% nas cidades que tenham de 50 mil a 100 mil habitantes.

Municípios que tenham entre 20 mil e 50 mil habitantes terão o teto reajustado em 10%, de acordo com as divisões de estados e regiões que são definidas pelo governo federal.

Já nas capitais e regiões metropolitanas que foram definidas pelo IBGE, esse reajuste será de 10%. Veja um exemplo:

Em e Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro, esse teto do programa sairá de R$ 240 mil e irá para R$ 264 mil

Passos para a contratação do Casa Verde e Amarela

Agora que você esclareceu algumas dúvidas e já entende como o programa habitacional Casa Verde e Amarela funciona, veremos os passos para realizar a contratação e o que você precisará para isso.

Primeiramente, verifique em qual faixa de renda sua família se enquadra. Depois disso, você pode realizar a contratação por um dos seguintes meios:

– Contrato individual;

– Através de uma construtora;

– Ou por meio de uma entidade organizadora que tenha vínculo com um empreendimento que seja financiado pela Caixa Econômica Federal.

Acesse o site da Caixa e faça uma simulação, indicando o quanto pode investir. E depois disso entregue a documentação necessária numa agência da Caixa ou em algum correspondente Caixa Aqui.

Com a entrega da documentação, então a instituição fará uma análise no seu castro. É enquanto aguarda um contato dessa instituição que você deve analisar o documento do imóvel e se informar sobre as condições do financiamento, a fim de escolher a melhor para o seu caso.

E o último passo é a assinatura do contrato do financiamento, após ler e entender tudo ali. É recomendado que nesse momento você tenha ao seu lado um advogado para te explicar cada detalhe desse contrato.

PUBLICIDADE
RELATED ARTICLES

Most Popular

Recent Comments