terça-feira, 6 dezembro / 2022
HomeJovem AprendizComo ser um bom Jovem Aprendiz

Como ser um bom Jovem Aprendiz

Muitos jovens costumam se questionar “como ser um bom jovem aprendiz?”; Mas para responder a esse questionamento é de grande importância conhecer o programa. Oprograma de Jovem Aprendiz foi criado pelo Governo Federal através da Lei da Aprendizagem (Lei 10.097/200).

PUBLICIDADE

A Lei determina que as instituições de médio e grande porte façam a contratação de jovens cuja as idades variam entre 14 e 24 anos como aprendizes. Dessa forma a contratação firmada entre a empresa e o jovem pode durar até dois anos.

Neste tempo além do jovem trabalhar na empresa ele também recebe aprendizado teórico que é feito dentro da sala de aula. Além disso tem a aula prática que acontece dentro da empresa que o contratou.

O mais provável é que quando o jovem ingressa no projeto Jovem Aprendiz, é que ele se dedique ao máximo para que assim consiga ganhar destaque dentro de uma empresa. Por esse motivo ele se esforça para absorver o máximo possível de conhecimento. Por isso, é sempre bom entender o que a empresa está buscando efetivamente em um profissional.

Eleni Andrade é a coordenadora do Programa Aprendizagem do Senac afirma que no momento em que uma empresa realiza a contratação de um jovem e faz sua matricula no programa, ela está esperando que acima de tudo exista um comprometimento por parte do jovem e proatividade para que ele possa aprender e dessa forma se tornar capaz de enfrentar os desafios encontrados em um ambiente de trabalho profissional.

Sendo assim, no período de aprendizagem o jovem precisa desenvolver competências e habilidades que o torne capaz de ter uma boa escrita, leitura, assertividade, visão crítica, equilíbrio emocional, comunicação e autoconhecimento.

As empresas costumam apreciar outros pontos nos jovens que é a visão de futuro que ela tem atrelada ao plano de crescimento educacional e profissional. É por esse motivo que ao final do programa, os jovens que desenvolvem essas habilidades são escolhidos para permanecer na empresa mesmo ao final do programa.

Como ser um bom jovem aprendiz

Um dos primeiros pontos é ser uma pessoa organizada com relação as tarefas que são propostas no dia a dia. Quando não entender alguma coisa não deixe a dúvida permanecer, então questione!

Ter criatividade e propor novos meios para realizar as tarefas é um ponto diferencial. Mesmo que você seja novo na empresa, sua opinião será avaliada. O gerenciamento do tempo é um fator importante. Quando você gerencia o tempo fica mais fácil para se desenvolver no que se refere as aulas teóricas e também na prática empresarial.

Se comunicar de forma clara e estabelecer empatia em relação aqueles colegas de trabalho que você está conhecendo agora é primordial para manter a harmonia na empresa. Críticas que proporcionam aprendizado e desenvolvimento são sempre bem-vindas, então, escute-as com atenção e calma.

Ser uma pessoa que trata as outras de maneira simpática, cordial e respeitosa são características valorizadas por toda a empresa. Pergunte-se a si mesmo quais são os seus potenciais, descubra e foque neles.

O empregador sempre vai observar se o jovem aprendiz está realmente interessado pelo desenvolvimento das atividades para qual foi designado, então se empenhe! Lembre-se que o seu comportamento é muito importante. Evite a todo custo comportamentos inadequados dentro da organização. Em alguns casos o jovem tem mesmo uma capacidade intelectual muito aquém do esperado, porém deixa transparecer uma grande lacuna entre o seu equilíbrio emocional e o seu desenvolvimento interpessoal.

Com qual idade posso ser Jovem Aprendiz

Os interessados precisam estar matriculados ou então terem concluídos o Ensino Médio. Além disso precisam pertencerem a faixa de idade entre 14 a 24 anos. Outro fator importante é que a frequência e desempenho escolar podem ser usados como parâmetros e dar preferência na hora do candidato ser escolhido.

Quanto ganha um Jovem Aprendiz

O salário do Jovem Aprendiz é baseado pelo salário mínimo e está relacionado a quantidade de horas trabalhadas. Sendo assim, a empresa fará uma relação entre o salário mínimo e o valor que é pago por hora trabalhada. Dessa forma, dependendo da quantidade de horas que o jovem aprendiz trabalhar ele receberá o valor correspondente a essas horas.

Mas, fique tranquilo, não há mistérios! Tudo fica discriminado na folha de pagamento e tudo é feito com muita transparência justamente para não restar dúvidas para os jovens e adolescentes.

Os benefícios do Jovem Aprendiz

Os participantes do Jovem Aprendiz possuem direito como ter a CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Social) assinada, recolhimento do FGTS (Fundo de Garantia por  Tempo de Serviço),  décimo terceiro equivalente ao período trabalhado e férias proporcionais ao período trabalhado. Além disso, em algumas empresas são oferecidos assistência médica, vale transporte, vale refeição e outros benefícios.

Para os jovens e adolescentes, o Jovem Aprendiz é uma grande porta de entrada para o mercado de trabalho. Não deixe essa oportunidade passar e se inscreva para fazer parte do programa. Dê o seu melhor, demonstre empenho, pró-atividade e respeito ao ambiente de trabalho. Muitos talentos estão sendo descobertos através deste programa! Não desperdice essa chance. Chegou a hora de demonstrar todo o potencial que você tem. Agora é hora de correr atrás do seu futuro!

RELACIONADOS

Popular